Publicado em 15/09/2014 às 13:33:00 - Atualizado em 17/09/2014 ás 07:39:00

 

Primeira edição do PELC atrai 2,5 mil pessoas no Jardim Caiuby

 

 

 

A priimeira edição do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC) atraiu cerca de 2.500 pessoas no bairro do Jardim Caiuby em Itaquaquecetuba, no sábado, 13 de setembro. O evento começou com uma apresentação de luta livre, assistida por um público empolgado que lotou as arquibancadas do ginásio da escola Engenheiro Chiozo Kitakawa. Em seguida, foram liberadas as atividades que seriam realizadas em todas as salas de aula da unidade escolar.

Do lado de fora, o “Ônibus Lilás” estava à disposição das mulheres para consultas e orientações relacionadas a abusos, agressões e a Lei Maria.

O objetivo do PELC é promover a prática de atividades físicas, culturais e de lazer de forma gratuita que envolvam todas as faixas etárias e pessoas com necessidades especiais.

A cidade foi contemplada pelo Governo Federal, através do Ministério dos Esportes, com 5 núcleos do programa, que atenderá com atividades de artesanato, jogos de mesa, atletismo, leitura, teatro, pintura, recreação infantil, ginástica para melhor idade, skate, ações de saúde e educação.

O secretário de Esportes, Ronaldo Nava, falou sobre a participação de outras Secretarias no evento.

“Esse é o maior projeto de Esporte e Lazer da região e só foi possível conquistá-lo com muita dedicação e esforço do prefeito Dr. Mamoru Nakashima. Não poderia deixar de agradecer a todos os secretários municipais e suas equipes que estão colaboraram muito para o sucesso do PELC em Itaquá”, disse o secretário.

Já o prefeito Dr. Mamoru Nakashima destacou a participação popular no evento.

“Estou muito feliz com o que vi hoje, muitas pessoas de várias idades participando das atividades do PELC, esse é o maior programa de lazer da região do Alto Tietê e moradores de outros bairros terão oportunidade de participar todos os meses”, falou o prefeito.

Pela programação, todo mês haverá atividade em um núcleo diferente, o convênio entre a Prefeitura de Itaquaquecetuba e o Ministério dos Esportes prevê a realização do projeto durante 14 meses, prorrogáveis pelo mesmo período, totalmente custeado pelo Governo Federal, após o fim desse prazo, a municipalidade assume o custeio do programa, orçado em aproximadamente R$ 832 mil.