Publicado em 30/11/-0001 às 00:00:00 - Atualizado em 30/11/-0001 ás 00:00:00

 

Lúcio Bittencourt é homenageado em Itaquaquecetuba

 

O artista Lúcio Bittencourt foi homenageado nesta terça-feira, 5, pela primeira – dama de Itaquaquecetuba, Joerly Nakashima, a Dona Jô, e pelo secretário de Cultura, Ronaldo Nava.
O objetivo da comenda foi agradecer os 30 anos de exposições feitas por Bittencourt no município, colaborando com a cultura e mostrando sua arte de geração em geração.
Durante o encontro, todos os professores de artes da Secretaria de Cultura se reuniram para parabenizar e agradecer ao mestre da arte com sucata.
Em retribuição ao carinho recebido pela população da cidade nas últimas três décadas, Bittencourt disse que irá presentear a cidade com uma peça inédita.
“Irei construir uma obra inédita, exclusiva para Itaquaquecetuba, esse será meu presente para a cidade”, disse emocionado o artista.
Já a primeira – dama Dona Jô agradeceu o carinho de Bittencourt com a cidade.
“Ele é um artista renomado e que ama nossa cidade, fica aqui o convite para que ele traga mais vezes sua arte para o município”, comentou.
A última exposição do artista Lúcio Bittencourt terminou no dia 29 de agosto. Em “Poética da Sucata”, é explorada a sucata em metal criando novas formas e provando a cada peça seu talento e a imaginação, que geram resultados estéticos vigorosos e harmoniosos.
Peças gigantes ficaram instaladas na Praça Padre João Alvares, onde foi possível ver um touro gigante, um cavalo marinho e até Dom Quixote em sua montaria, entre outras peças. Toda a exposição foi totalmente doada pelo artista, sem nenhum custo para a municipalidade.
Nascido em Mogi das Cruzes, Bittencourt iniciou sua carreira artística em 1979 e soma mais de 12 mil obras entre elas 220 monumentos que chegam a 30 metros de altura e que estão instalados em praças públicas de diversas cidades do país.
Já recebeu cerca de 200 prêmios e participou de mais de duas mil exposições coletivas e individuais nacionais e internacionais e tem suas obras espalhadas por diversos lugares do Brasil e no exterior, como Lisboa, Lyon, Paris, Porto Rico e Miami. Além disso, Bittencourt alerta para a importância da reciclagem e da reutilização de materiais provenientes de fontes e recursos naturais não renováveis, apontando para uma conscientização social somada ao bom gosto, visão e criatividade.