Publicado em 30/11/-0001 às 00:00:00 - Atualizado em 30/11/-0001 ás 00:00:00

 

Prefeitura de Itaquá visita quase 23 mil imóveis para combater o Aedes Aegypti

 

Prefeitura de Itaquá visita quase 23 mil imóveis para combater o Aedes Aegypti


Em Itaquaquecetuba, o trabalho de combate ao mosquito Aedes Aegypti segue a todo vapor. Um balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde aponta que 22.656 imóveis foram visitados pelos agentes comunitários de saúde até o momento. Os dados foram apresentados na terça-feira (28 de março) durante a reunião mensal do Comitê de Combate a Dengue.
Na oportunidade, o coordenador geral de Saúde Alexandre Fonseca destacou que graças ao trabalho feito pelos agentes comunitários de saúde, com as visitas realizadas semanalmente de casa em casa, o município não registrou até agora nenhum caso de dengue, chikungunya, zika ou febre amarela.
“Vamos intensificar o trabalho e a nossa atenção na região do Canaã e no Parque Maria Rosa, que hoje são as áreas de risco de proliferação do mosquito. No entanto, nosso trabalho já avançou muito graças à dedicação de todos os agentes comunitários. Até o momento não registramos nenhum caso de dengue em Itaquá”, informou o coordenador.
A ação faz parte da terceira etapa da campanha “Todos Juntos contra o Aedes Aegypti”, que teve início na primeira semana de fevereiro e deve seguir até o final do mês de abril. É importante destacar que durante as vistorias todos os agentes estão identificados com camisetas e crachás.
Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde ressalta que visitas são feitas sempre aos sábados, entre às 9h e 13h.
“É muito importante que todos continuem engajados no combate ao mosquito e façam a sua parte em casa. Essa é a única forma de evitar que tenhamos novos casos de dengue em Itaquá”, alertou o prefeito de Itaquá Dr. Mamoru Nakashima.
Também para combater o mosquito, além das vistorias casa a casa, a Secretaria de Saúde tem promovido diversas palestras e oficinas educativas nas escolas, nos seis Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), bem como encontros com lideranças comunitárias para falar sobre o assunto.
Para a Secretaria de Saúde o apoio e a participação da população no combate ao Aedes são fundamentais. A pasta orienta que a população adote medidas simples no dia a dia, como por exemplo, lavar diariamente com bucha e sabão os recipientes de água dos animais, colocar areia nos pratinhos dos vasos ou então lavar pelo menos uma vez por semana os mesmos, manter a caixa d’água e ralos tampados, deixar as garrafas viradas para baixo, ou seja, impedir qualquer acúmulo de água parada.