Publicado em 30/11/-0001 às 00:00:00 - Atualizado em 30/11/-0001 ás 00:00:00

 

Prefeitura de Itaquá pretende vistoriar 6 mil imóveis até sexta-feira

 

Prefeitura de Itaquá pretende vistoriar 6 mil imóveis até sexta-feira

 

A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde ampliou o trabalho de visitas casa a casa para combater o mosquito Aedes Aegypti. Até sexta-feira (10 março) os agentes comunitários de saúde e as equipes do Centro de Controle de Zoonoses da cidade pretendem vistoriar aproximadamente 6 mil imóveis. A medida é uma orientação da Superintendência de Controle de Endemias da Secretaria de Estado de Saúde e teve início segunda-feira (6).
Durante as visitas 26 equipes serão espalhadas pela cidade para fazer o Levantamento de Infestação do Aedes Aegypti (LIRA), que consiste na procura e pesquisa de criadouros, além da coleta de larvas do mosquito – caso sejam encontradas. O trabalho tem como foco verificar em quais bairros e áreas do município da cidade pode haver uma incidência de casos. A mobilização tem sido realizada pelos agentes comunitários da saúde entre às 9h e 13h.
“Intensificamos esse trabalho com base no LIRA. Nossa meta é visitar uma média de 6 mil imóveis, conforme determinou a Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN) da Secretaria de Estado de Saúde”, apontou o secretário de Saúde William Harada.
No sábado (11 de março), a Secretaria Municipal de Saúde segue com as vistorias da campanha “Todos juntos contra o Aedes Aegypti”, mosquito responsável pela transmissão de doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Essa ação vai até o final de abril com mobilizações sempre aos sábados - das 9h às 13h. É importante destacar que durante todas as visitas de combate ao mosquito os agentes estão identificados com camisetas e crachás.
Ao longo das vistorias são distribuídos panfletos pelos agentes de saúde que também fazem orientações e a verificação da existência de criadouros do mosquito nos imóveis. A campanha “Todos juntos contra o Aedes” foi retomada no dia 4 de fevereiro em Itaquaquecetuba. No mês passado pouco mais de 15 mil imóveis foram visitados.
Em 2016, o município de Itaquaquecetuba registrou a suspeita 578 casos de dengue, no período de janeiro a dezembro. Desse total: 140 casos foram confirmados como autóctones (quando a contaminação acontece dentro do município) e 4 foram registrados como importados.  Este ano não foi confirmado nenhum caso de dengue no município até o momento.
Para continuar combatendo as doenças causadas pelo Aedes, a Secretaria Municipal de Saúde vem desenvolvendo outras ações além das vistorias casa a casa. Entre elas, palestras e oficinas educativas nas escolas, nos seis Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e encontros com lideranças comunitárias.
Segundo a Secretaria de Saúde o apoio e a participação da população no combate ao Aedes são fundamentais. Para isso medidas simples devem ser adotadas em casa no dia a dia de todos os cidadãos, como por exemplo, lavar diariamente com bucha e sabão os recipientes de água dos animais; colocar areia nos pratinhos dos vasos ou então lavar pelo menos uma vez por semana os mesmos; manter a caixa d’água e ralos tampados, deixar as garrafas viradas para baixo, ou seja, impedir qualquer acúmulo de água parada.